quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Compromisso Numero Um


Nos posts anteriores venho comentando muito sobre o ano universal Onze. Várias matérias de internet sobre o assunto são facilmente acessiveis. Eu considero um ano de "tempo para o amor " .
As questões ligadas ao relacionamento seja no trabalho, em casa, estão realmente em evidências e as questões de valores "morais intímos" também.
Muitas pessoas não acham importante praticar a ética nas relações amorosas, nos negócios e pensam que a moda e o correto é ser 'esperto' e obter vantagem sobre tudo e todos.
Esse ano universal onze, energeticamente vem oferecendo ao universo - as pessoas de qualquer nível social ou intectual de refletirem sobre as questões sutis de relacionar-se de forma digna, verdadeira e próspera.
O comunicar-se tornar-se muito importante na efetivação da construção diária de uma relação positiva seja ( profissional, pessoal ). É com base na verdade, na delicadeza, suavidade e gratidão que 'as coisas' começam a fluir, progredir e ascender - ou seja iluminar.
Nosso compromisso em estabelecer boas relações tem alguns degraus e o mais importante começa ser o de comunicar-se e compreender a própria comunicação consigo mesmo. Saber entender o que se passa dentro de si, o impacto do fora de si - no exterior - exige reflexão ... cedendo espaço para entrar numa meditação e silêncio ... começar a ouvir a si próprio - mais com a verdade.
Devemos deixar a hiprocrisia e cinismo - o mundo da mentira e ilusão - ou ainda o estilo de vida de viver para os outros entrando pela porta da frente; enquanto na verdade podemos estar vivendo a verdade da porta dos fundos ( ocultando ) .
Nosso primeiro compromisso no processo de desenvolver as relações é lidar com a nossa verdade e existência sem clamufar absolutamente nada - sem pena, sem punição.
Quando o ser humano tem dentro de si a semente da destruição - os relacionamentos intimos e profissionais seguem o mesmo rumo - são as pessoas que envolvem-se com bandidos, gente de moral excluída do contexto sociedade correta.
Quando o ser humano tem dentro de si a semente da falsidade - os relacionamentos intimos e profissionais seguem o mesmo rumo - não decolam, sabotam automaticamente o progresso pois a mascara precisa cair e o orgulho e medo fazem fugir, escapar e não continuar.
A comunicação correta que devemos ter conosco é de silêncio, observação - ouvir nosso coração que deve estar integrado com nossa inteligência protetora. No silêncio desenvolvemos em maior grau nossa percepção e visão sobre as coisas - pois estamos observando.
A valorização começa aflorar crescentemente, a confiança, o amor próprio e não existe mais o certo ou errado - existe o equilíbrio, a energia plena de não querer entrar numa garrafa fechada sem luz.
Antes de começarmos exigir de nossos familiares, conjuges, filhos, chefes, nosso valor, respeito, reconhecimento - antes de queremos que alguém nos dê a mão e assuma qualquer tipo de compromisso conosco - quem deve colocar a aliança de casamento eterno em seu dedo é você.
A aliança de viver com alegria, gratidão, meditação, ação inteligente, equilíbrio, sustentabilidade.
Vejo pais disserem quero que minha filha case-se com fulano, ele é de boa família, rico, formado etc.... mais esquecem-se várias vezes de refletir a filha está à altura de tal partido para progredir na relação. Geralmente não.
Existe uma estatística que uma mãe que tem três filhos (as ), um deles irá voltar para casa depois de casar com filhos... o que aconteceu no casamento dessa pessoa ? Que tipo de personalidade ela desenvolveu para estar na dependencia novamente da mãe ? Quantas avós estão sendo que ser mães na idade de usufruirem descanso ? Isto é a modernidade ? As pessoas transferirem suas obrigações aos outros ? As pessoas sobrecarregarem o tempo das demais, sobrecarregarem o dinheiro dos outros por coisas que eles não planejaram, não esperavam e muito menos desejaram ou pediram aos seus filhos ?
O compromisso numero Um, começa já com seu filho bem pequeno educando-o em sua individualidade - ensinando-o sobre o amor próprio e que a vida dele será dele, suas ações serão colhidas por ele - ensinando-o a empreender seu tempo de forma correta, ensinando-o a agir com delicadeza, educação, meditação, espiritualidade, sobre o meio ambiente - ensinando-o a compartilhar de forma responsável com o mundo interior e exterior.
Vejo crianças que ficam horas em videos games, os pais adoram pois assim eles permitem que os mesmos assistam tv , falem ao telefone ou cuidem da casa. Que tipo de educação os jogos tecnologicos ensinam ao seu filho ?
Você pensa que adianta coloca-lo numa redoma segura ? Mais tarde ele acessará a internet e achará as meninas da periferia, as garotas profissionais de sexo, as drogas, o ócio... o que fazer ?
Acabou o tempo das desculpas, ninguém tem desculpa para sua própria desgraça. Todos tem a responsabilidade pela sua vida. O que plantamos iremos colher, mesmo que mudemos a sintonia mais tarde.
Tenho um cliente jovem, que procurou-me quando a vida dele estava toda errada, um lixo. Passei várias orações para ele fazer, coloquei-o para refletir, meio que meditar. Três meses depois ele envia um email dizendo que estava fazendo as orações da chama violeta, da misericordia, do arcanjo kamael e as coisas estão aos poucos progredindo - mas que as mulheres tinham sumido de vez do seu caminho, nem a faxineira do prédio dele olhava na cara dele. O mesmo dizia que isto nunca tinha acontecido na vida dele, que achava que era as orações.
Anteriormente, três meses atrás o mesmo dizia que saia todo dia com uma mulher, que eram fáceis, vagabundas - não deveriam ser levadas em consideração.
Ou seja misturava energias de todas as espécies.
Com as orações foi havendo uma limpeza na vida dele - a que percebeu mais fortemente foi aquela energia de promiscuidade sumir e ficou meio infeliz ! O que ele vivia não era bom, mais sentiu falta quando cessou - O Ego entrou em ação - dizendo e aí ?
É a coisa da promiscuidade, da falta de amor próprio. Quando ele começou a focar na mudança, automaticamente ele começou a deixar de lado coisas insignificantes e a mente voltou à acusar, questionar se valia o valor da mudança.
Respondi ao prezado cliente, para solicitar então que viesse um amor puro, lindo, inocente - pois esse processo inicia-se primeiro nele.
Ele já tinha avançado, tinha a opção de voltar a promiscuidade e voltar a sentir -se como era, ou continuar o processo de mudança e buscar o resgate do próprio amor para então depois saber compartilha-lo com outra pessoa.
Como sempre estamos voltado para o outro, questionando sempre se vale o valor das mudanças.
Acreditamos piamente que é melhor viver como estamos do que pagar para ver o realizar do caminho a frente onde enxergamos apenas cinza ( quando confusos ).

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

O Sentir e a Sensualidade









Veja a fotografia ao lado, pare uns minutos e pense sobre o que transmite....

Agora eu pergunto para você quando foi que você sentiu-se e viu-se assim ? Alguns diriam há muito tempo, ou nunca, outros nunca tive uma mulher assim. Por um instante comece a pensar o porque do seu não como resposta, o porque não consegue imaginar-se assim ? Algum problema com seu corpo, com sua mente, bloqueios morais, o que impediria você de sentir-se assim ? O que realmente acha a fotografia e a situação em si ?

Onde você deixou sua sensualidade, seu lado mulher, sua beleza fisica, sua energia de amor próprio, sua crença, seu tempo e conceito irem ? O que você acha que um homem diria sobre a foto acima ? Como ele sente-se observando a fotografia e o que imagina sobre sua companheira no presente ? Onde foi que perdemos nossa sensualidade, beleza, sutileza, percepção sexual, nossa consideração pelo nosso templo corpo, alma, realização ?

O que de fato aconteceu verdadeiramente conosco para ter o sentimento presente nesse exato momento ? Qual foi a troca que fizemos de tal importância e resultado que nos fez afastarmos de nossa sensualidade positiva, de nosso amor próprio, que nos fez separamos do nosso sentir ?

Você acha que ainda é possível resgatar sua parte feminina, sua sensualidade, seu amor, sua beleza interna e externa ? Quando é que você irá permitir-se envolver no poder de afrodite - a deusa do amor e sentir pisar sob petalas de flores - sentindo todo encantamento dentro de si.
Todos nós passamos pela fase de gestação, a fase de criança e tornamos adultos consequentemente... onde perdemos nossa inocência de vida, conforme o sorriso de uma criança, onde perdemos nossa sensualidade e amor próprio que introduz todo o processo de criação e sustentação ?
Não devemos acusar nossos pais, nosso companheiro, nossos filhos, nem o vizinho, nem a política pois estamos lidando agora com nossa essência divina, que é de nossa própria responsabilidade e cuidado.
Onde foi que você perdeu sua inocência ? Onde foi que você perdeu sua forma física bela ? Será no outro ou será dentro mesmo de você que você a abandonou e não abraçou com cuidado, carinho, amor, proteção ?
Sinceramente, não acredito que um país irá melhor apenas com o esforço do governo em prover melhor qualidade nos estudos - não acredito que é falta de cultura o mundo fatídico que muitos reclamam eu acredito apenas nisso : toda causa de desgraça, dor é falta de amor.
A falta de amor não aconteceu pela ganância ao capitalismo como os socialistas pregam, a falta de amor aconteceu quando o ser humano resolveu deixar de acreditar em si e focar no que precisa desenvolver em si - buscando no outro as soluções.
Toda seita, é um dogma que prende sua idéia - não os aceite - acredite apenas em você e tome atitudes persistentes.
Cada dia é um novo nascer, aprendamos a nascer de novo, crescer novamente e seremos nossos próprios pais, nossas próprias mães, nosso proprio companheiro interno.
O ano Onze Universal é o tempo do renascer da consciência, compreenda agora a mensagem e comece tudo novamente - não importando o que está ocorrendo - a consciência é interna - ninguém pode inibi-la - somente você pode fazer isto.
Olhe as fotos acima, e refaça sua trajetória interna feliz - você é a única (o) responsável pelo processo a partir de agora .... não poderá mais acusar seu pai, sua mãe, a sociedade de seu modo de estar e ser daqui para frente...
editado por Milka Santos/ Não reproduzir sem créditos - texto em revisão ortográfica.
"Quando milhares e milhares de pessoas em todo o mundo estão celebrando, cantando, dançando, em extase, embriagados pelo sentimento divino, não existe nenhuma possibilidade de um suicidio global. Com essa festividade e com tanto riso, com tanto equilibrio e saúde, com tanta naturalidade e espontaneidade, como poderia acontecer uma guerra ? .....
A vida lhe foi dada para que você crie, seja feliz e celebre. Quando você chora, quando está infeliz, fica sozinho. Quando está celebrando, a existência inteira participa com você. Somente na celebração encontramos o que é fundamental, o que é eterno. Somente na celebração ultrapassamos o círculo do nascimento e morte". Osho

VIiver Como Um Mendigo







Estamos chegando ao final do mês de janeiro de 2009.



Significa que temos agora onze meses para concluir nosso tempo de ano universal onze dentro da numerologia. Noventa por cento das consultas que fiz ate o dia vinte e seis de janeiro - foram realizadas com questões voltadas à relacionamento seja no trabalho, dentro do ambito familiar, namoro e sobre a questão do bem estar pessoal.


Isto mostra que as pessoas estão em novo despertar interior, querendo acertar os ponteiros da área de relacionar-se bem, ter uma vida familiar e social em equilíbrio. A busca pelo retorno financeiro é hoje tão importante quanto a satisfação pessoal de realizar um trabalho, de sair para divertir-se ou casar-se. Percebo nas pessoas uma ansiedade e vontade genuína de encontrarem alguém para que possam dividir seus sonhos, suas expectativas, seus problemas - alguém para compartilhar. Interessante !!!





E também percebo um número grande de pessoas a procura de alguém mágico, incrível, que venha preencher todas as expectativas efemeras da mente iludida e insana que vivem alimentando. Os homens que passam em consulta sempre comentam que estão aguardando a companheira certa, e pergunto sobre suas antigas namoradas como eram e o que fez o relacionamento degringolar, deixar de existir. Eles afirmam que as pessoas mudam com o passar do tempo, acomodam-se ou simplesmente buscam um salvador financeiro e da patria para colocar a vida em ordem. Reclamaram muito da questão da mulher sentir-se livre para trair, eles não estão acostumados à isso, afinal a mãe deles sempre suportou as inumeras namoradas de braços abertos.






As mulheres estão ensandecidas, autoritárias, perguntam-se o que leva Maria na história de entregarem-se à um homem que não pretende assumir nenhum compromisso, que os maridos são ignorantes nas responsabilidades de casa, na espiritualidade. Reclamam muito da perfomance sexual masculina, do pouco caso a todo esforço que fazem para manter um relacionamento. Que o homem trocou a esposa, a namorada pela internet.



As pessoas viraram mendigas do amor sinceramente, conheço inumeras pessoas que passam horas em sites de relacionamento procurando a mulher e o homem perfeito, ficam horas flertando, marcando encontros, criando vários relacionamentos paralelos para suprir a fuga imensa que fazem de si próprios, ficaram mendigos do próprio amor... solicitando a um estranho e estranha do outro lado da tela atenção, solução para sua carência e falta de compromisso pessoal de firmar-se num relacionamento e trabalha-lo para viver a experiência de fato.


Conheço pessoas que passam o final de semana inteira com a namorada, chegando no domingo a noite em casa - imediatamente procuram o computador para ver as possíveis candidatas a sua idealização de princesa ou diversão... somem e desaparecem constantemente de flor em flor - dizendo não encontrarem quem realmente desejam ou idealizam.



As pessoas esqueceram-se de enriquecer-se, de todos os dias aumentar seu valor em ações de amor, respeito próprio, felicidade - tornando-se impossível conviver consigo mesmo por um pequeno momento que seja. A fuga é no outro.

A falta de delicadeza, a falta da suavidade, percepção inteligente nas relações tem feito inúmeras pessoas passar batido por uma jóia preciosa que conhecem na internet, na padaria, no ponto do ônibus, dentro do metrô, no local de trabalho, no aeroporto ... a superficialidade que o ser humano vem prestando atenção tem feito de cada ser humano um mendigo de amor, um miserável em suas emoções.

O ano Universal Onze, é tempo para você começar a rever seus conceitos e derrubar todo dogma que até hoje o levou apenas a superficialidade ignorante da falta de respeito, amor e felicidade pessoal. É impossível realizar qualquer coisa no mundo se você não dispõe-se a interagir com a oposição - como o externo de forma suave, delicada, coerente e inteligente.


Como você deseja encontrar uma "grande mulher", se você não assume nunca que precisa além de encontra-la, conhece-la, misturar-se a ela na questão de compartilhar de forma verdadeira e fiel as idéias, os sentimentos. Noto que existe o 'Medo' - de machucar-se, decepcionar-se.


O verdadeiro amor é fiel, lindo, inocente, verdadeiro e não espera nada em troca... isto é o que você deve cultivar por você em primeira instância...


Sempre digo: Esqueça completamente a idéia de ter alguém com você, enquanto você não aprender a estar com você verdadeiramente com esse amor genuíno, inocente, verdadeiro, lindo, de boa vontade e felicidade.


Portanto para você deixar de ser um mendigo do amor, um mendigo em sua pessoal - deve comprometer-se na sustentabilidade de amar-se genuínamente. Não adianta dizer que pratica isto, e continua ansiando pela felicidade no próximo, com ciúmes, gritando com outro, criando situações dificéis e desagradáveis com as outras pessoas.


O caminho é aceitar sua vida como foi, perdoar você, perdoar as pessoas - pois quando aflorar esse amor verdadeiro e genuíno sua compreensão irá mostrar-lhe que foi tudo perfeito ao estado que você encontrava-se naqueles momentos passados. Não terão mais importância de peso.


Ficar imaginando os relacionamentos que vem acontecendo na sua vida, passageiros, desgastados, com brigas, sem prosperidade ... você acha que um mendigo tem uma vida legal vivendo na rua ? Dependendo das migalhas, da caridade dos outros ? Pois é isto mesmo, você está na mesma situação e não apercebeu-se hà tempos .



Percebeu que a maioria das pessoas que vivem em sites de relacionamento, vivem exatamente esse papel do mendigo ? Procurando fora de si a princesa e principe - mas vestido integralmente como um mendigo ? Você acha que irá encontrar um principe vivendo na zona de mendigagem ?


Não tenho nada contra aos sites de relacionamentos, e também nada contra as pessoas que estão há dez anos, cinco anos por lá e afirmam não terem encontrado ainda sua cara metade apesar de já terem teclado com dez mil pessoas e terem encontrado pessoalmente mil pessoas... é realmente impressionante !!!! Será que as dez mil pessoas eram ruins assim ? Será que as mil pessoas que foi encontrar pessoalmente eram tão feias e ruins assim ? Percebe que o problema é consigo mesmo ? Que tal mudar e começar a usar a inteligência sutil, espiritual - agir com delicadeza, respeito próprio, deixar de querer ser terapeutizado por alguém que nunca viu... e começar a realizar ao vivo, à cores, um relacionamento com todos os desafios normais do cotidiano ?



Pode crer, nada existe nada de errado com o outro ser humano, existe sim algo muito sério e verdadeiro para cada um de nós começarmos a modificar dentro do nosso pensar, nosso sentir e principalmente nosso agir.


O abandono que adentramos dentro do nosso ser, o desencontro com nosso propósito de vida tem sido a causa dos inúmeros buracos que adentramos. A escuridão que vivemos nas relações é nossa expectativa de achar no outro aquilo que devemos praticar com nosso espirito, alma, coração.


Procure no ano onze universal, praticar o tempo para amar, em primeiro lugar somente a si intensamente e tudo mais será transformado como uma mágica.


O amor verdadeiro, não tem necessidade de fazer você engravidar para prender um homem.

O amor verdadeiro, não faz você desembolsar dinheiro para ter um relacionamento - isto é conveniência e não é amor - respeite-se.


O amor verdadeiro, não faz você viver na zona de perigo marginal - isto é destruição - muito diferente do que é amar.


O amor verdadeiro não cobra, não espera, ela apenas vive o melhor de cada momento com respeito, integridade, alegria, compreensão, liberdade.


O amor verdadeiro não ocasiona depressão ele é vida, felicidade.

O amor verdadeiro não faz você engordar, ele faz você agir de forma inteligente e sábia sobre seu templo chamado corpo.


O amor verdadeiro não é uma conquista, ele é único, impar não tem necessidade de conquistar pois tudo ele possui.


O amor verdadeiro não espera troca, ele é imensamente rico - ele distribui seu potencial pois jorra constantemente mais amor.


Deixe de procurar sua cara metade, deixe de procurar alguém para fazer sua vida.


Fique em silêncio, peça para tua inteligência espiritual despertar o poder do amor criador existente dentro de você e fazer todas mudanças necessárias para vivê-lo.


Um mendigo, abandona a casa, os parentes porque deixou de acreditar nos outros, porque nunca acreditou em si mesmo - ficou esperando o próximo.... foi para rua buscar algo interessante e tornou-se num mendigo, um homem maltrapilho, sem ideal, sem propósito, sem alegria, comendo bagaços, tomando água do esgoto e enchendo seu organismo, mente, coração de bacterias, fungos, deixou de tomar banho.... a sujeira começou a não incomoda-lo, acostumou-se com o mau cheiro, roupas rasgadas e decorrente disso está xingando, andarilho, atacando até quem o questiona da vida que escolheu .


Texto editado por Milka Santos
Proibido reprodução sem a fonte - em revisão ortografica.

domingo, 25 de janeiro de 2009

Apego ao passado - Osho



Os tempos verbais - passado, presente e futuro - não são noções do próprio tempo: são conceitos da mente. Aquilo que não está mais diante da mente torna-se passado. O que se encontra diante dela é o presente. E aquilo que ainda irá apresentar-se à mente é o futuro. Passado é aquilo que ainda não está mais a sua frente.
Futuro é aquilo que ainda não está diante de você. E presente é aquilo que está na sua frente, mas está se evadindo do seu campo visual. Logo será passado ... se você não criar apego ao que passou... porque apegar-se ao passado é uma estupidez. Ele não existe mais, de modo que você está chorando pelo leite derramado. O que passou, passou !
E não crie apego ao presente, porque isso está indo embora da mesma maneira, e logo será passado. Não crie apego ao futuro - esperanças, imaginação, planos para o amanhã - porque o amanhã será transformado em hoje, será transformado em ontem.
Tudo se transformará em passado. Tudo irá escapar-lhe das mãos.
Criar apego trará apenas infelicidade. É preciso que você deixe passar.
Comentário:
O ser humano está acostumado à agarrar-se a sua propria caixa de lembranças que deus as costas a borbulhante taça de champanhe das oportunidades disponíveis aqui e agora. A nostalgia do passado realmente faz dela uma "cabeça dura" e, além disso, um mendigo, como podemos perceber pelas suas roupas remendadas e gastas.
É claro que não haveria necessidade de ser mendigo - mas a pessoa não está disponível para desfrutar dos prazeres que se oferecem no momento presente. É hora de aceitar o fato de que o passado ficou para trás e de qualquer esforço para recriá-lo é uma maneira certa de continuar preso a antigos padrões que você já teria superado, se não tivesse estado tão dedicado a apegar-se às experiências passadas.
Tome bastante fôlego, ponha essa caixa no chão, enfeite-a com um laço bonito se for necessário, e dê-lhe um caloroso e reverente adeus. A vida está passando ao largo, e você está correndo o risco de tornar-se um velho fóssil antes do tempo !!!!

O domínio das emoções - Osho


Este é é um tempo em que as feridas do passado profundamente enterradas afloram para serem curadas. Você está sentindo-se nú, vulnerável, receptivo para o toque amoroso da existência. A aura que envolve o corpo está cheio de luz, e o clima à sua volta, de relaxamento, cuidado e amor, está dissolvendo sua tensão e sofrimento.
Vários lótus de luz aparecem sobre seu corpo físico, e por todos os corpos de energia sutil, que os que curam dizem existir em torno de cada um de nós. Em cada uma dessas camadas sutis aparece um cristal ou modelo de cura. Quando estamos sob essa influência, já não estamos mais nos escondendo de nós mesmos, nem dos outros. Nessa atitude de abertura e de aceitação poderemos ser curados, e ajudar outros a serem também saudáveis e inteiros.


A CURA
Não, você é quem carrega sua chaga. Enquanto existir o ego, o seu ser como um todo será uma ferida. E você irá carregá-la por aí. Ninguém está interessado em feri-lo, ninguém está de fato esperando machucá-lo; todos estão ocupados em proteger os seus próprios ferimentos. Quem teria tanta energia para ainda querer atingi-lo ? Mas, ainda assim, acontece, porque você está demasiado pronto para ser atingido, demasiado pronto, apenas na expectativa de que alguma coisa aconteça.
È impossível atingir um homem do Tao. Por quê ? Porque não existe ninguém ali para ser atingido. Não há nenhuma ferida. Ele é saudável, curado, pleno. A palavra 'pleno' é bonita. Em inglês, a palavra 'curar' ( to heal ) vem de 'pleno', ( wole ), e a palavra 'sagrado' ( holy ) tem também a mesma origem. O homem de Tao é inteiro, curado, sagrado.
Tenha consciência de sua ferida. Não deixe que piore: cure-a e ela só será curada quando você se deslocar para baixo, para as raízes. Quanto menos estiver presente a cabeça, não existe a ferida. Viva uma vida sem cabeça. Mova-se como um ser pleno, e aceite as coisas.
Tente isso, apenas por vinte e quatro horas: aceitação total, aconteça o que acontecer. Se alguém o insultar, aceite a ofensa, não reaja, e veja o que acontece. De repente, você sentirá fluindo de você uma energia nunca antes percebida.
RECEPTIVIDADE:
A receptividade representa a natureza feminina, passiva, da água e das emoções. Os braços ficam estendidos para cima para receber. Nenhuma mente sobrecarregada e agressiva para atrapalhar a sua receptividade pura. E à medida que ela é preenchida, vai continuamente se esvaziando, transbordando e recebendo mais. O símbolo ou matriz de lótus que emerge da figura representa a harmonia perfeita do universo, que se torna aparente quando estamos em sintonia com ele.
A receptividade traz um tempo de desprendimento e gratidão por tudo que a vida possa nos dar, sem quaisquer expectativas ou exigências. Nem sentimentos de obrigação, nem idéias de reconhecimento de mérito ou de recompensas são importantes. Sensibilidade, intuição e compaixão são os traços que se destacam agora, dissolvendo todos os obstáculos que nos mantêm separados uns dos outros, e do todo.
Ouvir é um dos segredos básicos para se entrar no templo de Deus. Ouvir significa passividade. Significa se esquecer completamente de si mesmo. - só então você pode ouvir. Quando você ouve alguém com atenção, você esquece de si mesmo. Se você não consegue se esquecer da sua pessoa, você nunca ouve. Estamos autoconsciente demais, você simplesmente finge que está ouvindo - não ouve. Pode balançar a cabeça; dizer algumas vezes "sim" e "não" - mas você não está ouvindo.
Quando ouve, você se torna apenas uma passagem, uma passividade, uma receptividade, um útero: você se torna feminino. E, para chegar lá, a pessoa tem que se tornar feminina. Não se pode alcançar Deus como um invasor violento, um conquistador. Você só poderá alcançar Deus ...
ou será melhor dizer: Deus poderá alcançá-lo somente quando você estiver receptivo, uma receptividade feminina. Quando você se tornar yin, uma passividadde - , a porta está aberta. E você espera. Escutar é arte de ser passivo.
COMPREENSÃO:
Veja-se como um pássaro, olhando para fora do que parece ser uma gaiola. Não há porta; na verdade, as barras estão desaparecendo. As grades eram ilusões, e você esta avezinha está sendo atraída pela graça, pela liberdade e pelo encorajamento das outras. Está abrindo suas asas, pronta para alcançar vôo pela primeira vez. O surgimento de uma nova compreensão - o de que a gaiola sempre esteve aberta e o céu sempre esteve ali para que nós o explorássemos - pode fazer com que nos sintamos um pouco abalados de início. Está bem, e é natural sentir-se chocado, mas não deixe que isso desperdice a oportunidade para vivenciar a leveza de coração e aventura que lhe estão sendo oferecidas ali mesmo, junto com a sensãção de abalo. Deixe-se levar pela delicadeza e gentileza do momento. Sinta o bater de asas dentro de você. Abra as asas e seja livre.
Você está fora da prisão, fora da gaiola; pode abrir asas e o céu inteiro é seu. Todas as estrelas e a lua e o sol pertencem a você. Você pode desaparecer no azul do além. Basta desfazer-se do apego a essa gaiola. Saia dela, o e céu inteiro será seu.
Abra suas asas e voe passando em frente ao sol, como uma águia. No céu interior, no mundo interior, a liberdade é o valor mais alto - tudo o mais é secundário, até mesmo a bem-aventurança, o êxtase. Existem milhares de flores, elas são incontáveis, mas todas elas só se tornam possíveis em clima de liberdade.

sábado, 24 de janeiro de 2009

Sobre Gratidão


Apenas refletindo..... pensando ... emanando e praticando a gratidão sem fim.

Tem duas coisas importantes: a auto amputação que ele fez na mão impedida de sair debaixo da rocha e o reconhecimento pela oportunidade de viver e como as pessoas foram com ele na hora do socorro.

Quero que você reflita nesse momento sobre seus dogmas antigos, seu mau humor, tensões e coloque -os na posição da mão debaixo de uma rocha e comece então a cortar, tirar esse mau de dentro de você. Com certeza irá acontecer algo parecido com a historia a seguir veridica:



No Colarado, Aron Ralston de 27 anos, que se aventurou numa viagem por regiões rochosas de Utah, ficou preso nas profundezas de um canyon quando uma rocha de 227 kg caiu sobre sua mão, prendendo-a.

Durante cinco dias, ele tentou fazer tudo o que pode para se soltar. Mas nada funcionou, ninguém escutou seus pedidos de socorro e sua comida e água estavam acabando. Um resgate parecia improvável, e ele sabia que se quisesse sobreviver, teria de tomar uma decisão drástica para se soltar.

A úncia alternativa que ele tinha era amputar sua mão no lugar onde ela ficara presa pela rocha. Usando uma faca cega - a única ferramenta disponível - ele executou uma auto amputação. Ele levou mais de uma hora para cortar os ossos, mas conseguiu fazê-lo e ficou livre. Ele usou seus shorts como um torniquete e, lentamente e com muita dor, caminhou até o início da trilha, onde encontrou dois excursionistas que imediatamente o ajudaram. Aron foi levado ao St. Mary’s Hospital, em Moab, Utah, onde recebeu a assistência médica adequada.

Quando recebeu pela primeira vez a mídia , ele expressou gratidão. Estava extremamente grato pelos seus salvadores - os dois excursionistas, pelas habilidades dos funcionários do hospital, por sua mãe, pai, e pelos pensamentos de milhares de pessoas que haviam orado por ele.

Ele fez uma observação que o resgate chegara no dia 1º de Maio, Dia Nacional da Oração e comentou que essa experiencia, que mudou sua vida, foi para ele uma oportunidade efetiva para recorrer a seus recursos espirituais.

A historia de Ralston é uma dramática e excelente ilustração de que não somos sempre responsáveis pelas experiencias da nossa vida, mas somos responsáveis pela nossa própria experiência de vida.

FORMAÇÃO CONSCIENTE DA INDIVIDUALIDADE - LOGOSOFIA


LOGOSOFIA:
A CIÊNCIA DO AMOR, AFETO & AUTO CONHECIMENTO


Algumas pessoa as vezes perguntam o que elas poderiam ler para melhor compreenderem sua individualidade além do trabalho com o mapa numerologico pessoal; eis aí minha dica: logosofia - adorei.

A individualidade é fruto da evolução, do cultivo constante das qualidades morais e psicológicas latentes do ser. Mas é, antes de tudo, quando se forma conscientemente, o espírito mesmo emergindo do interior da própria existência.

Essa é a razão pela qual a logosofia conduz o homem ao conhecimento de si mesmo mediante a formação consciente de sua individualidade, pois não existe outro caminho nem outra maneira de encará-lo seriamente para alcançar tão nobre objetivo.

O processo de evolução consciente, instituído pela logosofia para o desenvolvimento das energias potenciais do ser, determina como imperiosa a formação de seu ente individual, a fim de que substitua vitorioso a personalidade, que é a que impede, por sua impermeabilidade psicológica, toda tentativa de câmbios/mudanças positivas e transcendentes que tendam, por uma parte, à sua anulação e, por outra, ao robustecimento da individualidade, que é, em definitivo, o verdadeiro ente humano e espiritual da espécie.

Não é possível levar a bom termo a formação consciente da individualidade, se antes não se coloca, ante a própria razão, a necessidade impostergável de promover uma franca revisão de conceitos. Desta maneira se poderá fazer um detido exame dos mesmos e de seus fundamentos, se existirem, vendo em que se baseiam e porque foram admitidos.
Tomemos, para tanto, uma imagem concreta, com a finalidade de perceber melhor a diferença e considerar a opção entre uma e outra postura. Uma pessoa por exemplo, vive numa casa simples ( conceito admitido ), onde aparentemente nada lhe falta e à qual se habituou, a ponto de tomar-lhe carinho. Mas chega o momento em que lhe é oferecida a oportunidade de trocá-la por uma casa ampla e confortável ( conceito novo ), que lhe permitirá viver melhor e desfrutar, ao mesmo tempo, um ambiente feliz e acolhedor. Tudo o que se exige dela é adaptar-se a essa mudança e, portanto, comportar-se de acordo com a nova perspectiva.

Há muitos que preferem continuar em suas antigas moradias, isto é, sustentando seus velhos e surrados conceitos, porque lhes parece que fazem parte de suas vidas. Entretanto, quando eles mesmos vêem seus parentes ou conhecidos - aqueles que antes compartilhavam a mesma opinião - mostrarem agora um novo gênero de vida e condições internas muito acima das que antes possuíam, começam a pensar na conveniência de mudarem também eles.

A formação consciente da individualidade começa desde o instante em que o homem percebe que sua vida teve para ele um caráter meramente externo, e resolve vivê-la dentro de si mesmo, na medida que lhe permita cada conhecimento logosófico que, por tal motivo, ele faz seu. É a única maneira de chegarmos até a própria consciência e sabermos o que há nela, ou seja, o que fomos capazes de acumular em saber, em experiência e em valores morais.

Compreender-se-à que o que se busca é que cada alma humana seja consciente de sua realidade interna e saiba com que recursos pode contar. Se alguém descobre que seus recursos internos são insuficientes para enfrentar uma empresa de seu aperfeiçoamento, nada lhe resultará tão grato e auspicioso quanto saber que o logosofia lhe permitirá suprir essa falta de previsão, oferecendo-lhe generosamente todos os elementos que sua inteligência necessite para alcançar, no momento devido, o pleno desenvolvimento de aptidões superiores.

Temos que prevenir, contudo, mais uma vez, contra as possíveis reações da “personalidade”, a qual, ao pressentir sua gradual anulação, atacará com mil objeções, tendentes a manter o império de sua figura artificiosa, tão cuidadosamente adornada para uso externo.

Como se pode ver, “personalidade” é o oposto de individualidade. Portanto, a antropogênese psicólogica começa com o individuo que pensa, age e se move por impulso de suas energias internas. É preciso saber que a personalidade ganhou império ao avançarem as civilizações em seus refinamentos culturais, provocando o eclipse da individualidade, que foi suplantada pela figuração, isto é, pelo conceito exaltado da própria pessoa.
Desde, então, não se tem podido, dar com nenhuma fórmula capaz de permitir o ressurgimento do ser interno, do indivíduo conscientemente ressuscitado para a realidade de um existir que alcance expressão máxima na esfera transcendente de seu imponderável destino. A Logosofia é, justamente, a especialidade científica e metodológica que se ocupa da reativação consciente do individuo.

Texto extraído do livro:Curso de Iniciação Logosófica - Carlos Bernardo González Pecotche
http://editoralogosofica.com.br/
http://logosofia.org.br/

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

UM CAMINHO DIFERENTE















Sempre que aperfeiçoamos ou refinamos nossos hábitos e comportamento, nossos conhecidos, amigos, entes queridos e colegas reparam, e logo fazem comentários ou dão palpites. Quando uma parte do sistema se modifica, pressiona à outra a se modificar também, de sorte que é natural essa reação à nossa mudança.



"Enquanto ( meus amigos ) tomavam sundaes, eu pedi um copo de água mineral, e chupei uma pedra de gelo. Eu os olhava com inveja e eles me olhavam como se eu fosse um pouco maluco. E talvez eles tivessem certos.

Na situação acima descrita no trecho acima, em que meus amigos festejavam e degustavam sobremessas enquanto eu obedecia aos conselhos dietéticos, senti-me isolado e tive que suportar o estranhamento deles ( sem más intenções ) frente à mudança em meus hábitos - embora fosse uma mudança positiva sob todos os aspectos.

As pessoas ficam mais a vontade na companhia daquelas que as fazem sentir-se bem e nossa atitude disciplinada pode levá-las a refletir sobre seus próprios hábitos. Assim, quando escolhemos um caminho superior, ou apenas dfferente, quem está por perto talvez se sinto um pouco constrangido em relação a nós - não raro arruínam nossos esforços.

Percorrer um caminho diferente, porque o anterior já não nos convém, pode ser um teste de carater. Implica encontrar novos amigos, que partilhem nossos valores. Haverá medo de que as mudanças em nosso comportamento ou estilo de vida nos distancie de nossos conjuges, colegas ou amigos. Ao penetrar em território desconhecido, os exploradores fatalmente sentem a angustia da separação, do isolamento do grupo. Em ocasiões assim, lembremo-nos de que nem todas as pessoas estão no mundo para se conformar; algumas estão no mundo para liderar.

Se alguém, julgando-se ameaçado pelas mudanças que estamos empreendendo, escarnece de nós, podemos perguntar-nos " reverenciarei o deus da opinião ou darei ouvidos ao meu deus interior ? Permitirei que os outros me forcem a ser como eles ? O conformismo é um valor assim tão elevado ? Ou liderarei pelo exemplo e lhes darei a oportunidade de fazer também suas próprias escolhas ?

Dan Millman - A sabedoria do guerreiro pacifico -
Capítulo : Um caminho Diferente - paginas 114 à 116 ( resumidamente )




YEAR 2009 - TIME TO LOVE











YEAR 2009 - TIME TO LOVE

Numerologia: 2009 - Ano Universal Onze
Dois Mil e Nove é o Tempo para Amar ou o Tempo para o Amor.

Com certeza o caro leitor já leu várias matérias e posts sobre o ano de 2009.

Muitos enviaram email, perguntando o que considero sobre o ano universal…

O ano universal onze é voltado para abertura e expansão da consciência cosmica-espiritual.
Eu penso que a melhor forma de viver um tempo denominado próprio para abertura e expansão da consciência.. que o ser humano deve ter disposição para com a vida; para com o seu viver.
A disposição de começar de forma espontanea, sem amarras, aceitando -se
e principalmente usando a seu favor as aberturas espirituais eminentes para aprender a amar-se verdadeiramente.
Quando o ser humano tem disposição para viver, ele aceita e transforma as mudanças positivamente.
É estar conectado com a fonte geradora de vida e criação -
Isso é o que representa os dois numeros Um que formam o número Onze:
conectar-se com sua fonte geradora de vida e criação -
é a chave que chamo de amor pessoal, crístico, incondicional, inocente, fiel, lindo e verdadeiro.
Estamos num ano de enfase nas relações opostas -
de lidar com o outro e necessitamos interagir usando nossa inteligência protetora.

O segredo das relações está em amar-se em primeira instância com muita intensidade,
promovendo sua auto confiança, emanando carinho e cuidado por si.

Uma pessoa que não tem esse tipo de disposição consigo;
fica incapacitada de relacionar-se bem com os demais.

Para termos sucesso em nossas relações, é necessário estar bem conosco em primeiro lugar.
Dispor de vontade particular de conhecer-se, saber quais são suas fraquezas, e outros itens que necessitam ser reequilibrados - para estar em harmonia.

O ano universal onze é ano de notoriedade nas relações opostas /
Devemos agir com amor, respeito, carinho, educação, cooperação, diplomacia, tato, pacificação, prestando atenção aos detalhes de bem estar simples,acreditar que é possível sim relacionar-se bem.

As pessoas perderam a esperança e crença no casamento, não conseguem mais viver harmoniozamente dentro de uma união ou parceria.
O que ocorre então ?
Não conseguem lidar com seus próprios sentimentos, objetivos -
ficando assim como espelho negativo o outro.
Esquecendo-se que devem estar sempre “posicionando seu leme”.

Antigamente o tipo de crença aplicado na vida era crescer, estudar, trabalhar, juntar dinheiro e ter patrimônio para ser feliz. O importante era o ter, ter, ter….
Nosso planeta mudou …
hoje o importante para conseguir todas estas coisas mencionadas será o sentir, o acreditar, o conciliar, o respeitar e construir de forma sustentável.

As pessoas que resistirem as mudanças eminentes atualmente em nosso planeta; serão instanteamente arremessadas para penhascos ou colocadas em prédios tão altos … ficando fora de esquadro por um tempo perdidas, até prestarem atenção em si naquele local sozinho, sem ajuda, sem esperança e restará somente uma coisa: o você, o sentir, o acreditar para sair daqui local com vida - é aí que o ser humano começa a ser cooperativo consigo, começa a aprender que cada passo é de uma vez e entender que na solitude existe o amor verdadeiro e fiel de si - consigo mesmo.
Impossivel, querer acertar o relacionar,
Impossivel, querer crescer profissionalmente,
Impossivel, querer ser feliz

Pensando que será de fora de si, externamente todas as soluções e realizações, que acontecerá um advento ou grande milagre que virá um salvador de longe resolver, afinal você está esperando… dizendo seja o que Deus quiser !!!

As realizações tem que acontecer dentro de você instantaneamente, portanto acredite nos seus sonhos e realize - tome atitudes e entre em ação constante.

Separe-se do velho, do passado, das coisas e situações mortas que são e estão opostas a força propulsora de criação do universo - lei natural de transformação e sustentação.
Tudo tem começo, nasce
Tudo tem desenvolvimento, cresce
Tudo tem fim, morre - transforma-se, expande-se.

Se tem algo que eu deveria deixar anotado sobre o tempo do ano universal onze, eu penso que será dizer para você pensar com prioridade em você, começar a fazer sua gestão própria, cuidar com carinho do seu próprio parto, e educar essa criança inocente que acaba de nascer - mais de uma forma diferente da sua mãe - quando ela o fez:
Ame-se e Acredite em Você -
não espere sua mãe para cuidar de você,
não espere seu pai para cuidar de você,
não espere um emprego para deixar você rico,
nem espere um conjuge maravilhoso para fazer você feliz.

É somente merecedor de grandes possibilidades, milagres e realizações aquele que acredita, que vai ao encontro, que não briga com a vida - tem disponibilidade para vive-la em paz consigo e determinação.

O número onze representa a força da inteligência sobre a força bruta.
Devemos usar nosso leão, ou tigre interno como um guia de determinação -
mais de forma suave - que não briga com os opostos - apenas coopera e cuida de si.

Caso sua vida esteja muito distante de tanto amor, tão distante de tudo o que escrevi, caso você esteja tão distante do resgate e renascimento de sua criança interior…

E mesmo assim você quer interagir com a vida positivamente, não sabendo o como … procure ainda hoje a agradecer por tudo o que aconteceu com você, com a sua familia, entenda como sorte - fato de estar vivo.

Esteja com disponibilidade para escutar você e pergunte sinceramente se você tem sido bom com você .. ou vive na lamuria, na vitima, na fatalidade inerente à sua falta de atitude e displicência à sua inteligência cósmica.

Um dia desses, uma pessoa perguntou assim:
Como posso não reclamar das relações com as pessoas ?
São egoístas, os homens somente querem divertir-se e nada mais - existe uma exploração em todos os sentidos de forma negativa.

Volte sua atenção apenas para si todos os dias, todos os momentos e seja franco … o que você faz diariamente para mudar ? Quantas vezes você sabe que um relacionamento acabou, que não é para acontecer e continua ?

Falta de amor e confiança em você. Ninguém pode magoar o outro sem permissão.
Nós estamos acostumados a voltar nosso tempo, nossa expectativa na outra pessoa, no trabalho, no governo e esquecemos que a realização tem que ser pessoal,é uma responsabilidade, um comprometimento - que o amor tem que ser próprio. Como alguém irá relacionar-se decentemente se não acredita em si e vive perdido ?

Toda vez que vejo os casos de traição, relacionamentos destrutivos -
fica muito claro a falta de amor fiel e protetor que cada um tem por si.

Sem essa energia de amor, sem essa inteligência criadora, geradora de oportunidades, de prosperidade ficará o ser indisponivel para cooperar, para fazer paz consigo e com o homem.
O crescimento vem das experiências junto a inteligencia/sabedoria. Use-a é isto que significa viver um periodo onze -

Você quando se ama, tem tesão pela vida, você tem força, você faz acontecer, nada impede um grande amor de acontecer e é isto que você precisa sentir por você de forma incondicional, plena e absoluta.
O mundo necessita dessa energia, a energia do amor verdadeiro, fiel, lindo, inocente que faz com que o ser humano seja tão determinado, tão instruido, tão realizador de coisas extraordinárias.

Coloque-se como a fenix, destrua toda a essencia negativa que jogaram em sua vida, no seu sentir e coloque fogo em todos esses sentimentos negativos, diga para si: eu quero minha inteligencia cosmica totalmente ativada, quero minha criança interior assumindo minha vida, eu tenho disponibilidade para viver a partir de agora e ponto final.

Quando você não tem esse tipo de disponibilidade: na sua vida acontece terremotos com vitimas, incendios com perdas financeiras e todo tipo de degradação que possa provar para você o que é viver na falta do amor.

Se alguém escreveu que o ano onze universal é diferente disso complemente, minha essência diz que não adianta você querer mudar o ser humano, não adianta você dizer que o país precisa de educação, o que todos necessitam e precisam realizar é amar a si proprios - ascionando instanteamente com essa atitude e crença pessoal toda à ascensão e abertura de consciência que o amor concede.


Ótimo ano para todos Nós.
Milka Santos / Brasil - proibido reprodução texto em revisão ortografica

CORAÇÃO ABERTO











O Coração Aberto-
Numerologia Interdimensional Número Seis
Texto extraído do Livro: Tarô da Deusa Tríplice - Isha Lerner


“Isso é o amor: voar para um céu distante; fazer uma centena de véus cair a cada instante.
Primeiro, deixar a vida seguir seu curso. E, finalmente, dar um passo sem os pés”. ( Rumi )


Pitágoras considerava que o seis era perfeito devido ao fato de ser formado por suas partes ( 1,2 e 3 ). Tradicionalmente, o seis é representado simbolicamente como uma estrela de seis pontas, formada por dois triângulos sobrepostos, um apontando para cima e outro para baixo.
O triângulo apontando para cima está associado ao espírito ígneo do Masculino Divino, enquanto o triângulo voltado para baixo está associado ao espírito do Feminino Divino. Juntos, esses dois triângulos representam o casamento alquímico do masculino e feminino e a reconciliação dos opostos.

Pelo casamento sagrado dos aspectos do divino feminino e do divino masculino, a alma obtém o conhecimento íntimo e direto do Amado. Esse é o êxtase supremo. O casamento interior manifesta-se como uma grande celebração cósmica, sobre a qual jorram sabedoria e amor divinos, impregnando todo o universo, inclusive cada uma das almas humanas, com um sentimento de paz, clareza que não deixa nenhuma dúvida. A Alma do Mundo revela-se e rejubila-se nessa suprema expressão de amor.

Imagine uma linda mulher abraçando a semente geradora do novo amor. Ela a acaricia junto ao coração. Sua roupa cor de fogo emana ondas de vibrações que sobem da terra através do seu corpo. Essa energia luminosa do tantra,, a arte do amor impregnado de espírito, ensinada pelos mestres das escolas orientais de iniciação. Ela ilumina seus dois primeiros chacras, os centros de pro criação de da criatividade. Seu desejo sexual fundiu-se com os aspecto que tudo sabe do amor divino. A parte superior do seu corpo para que uma pequena esfera lunar pudesse brilhar no seu interior. Essa Lua interior reflete a Lua de verdade original, revelando a fonte divina do amor que é seu direito natural, o dom eterno do Feminino Divino.

Este estágio de iniciação exige dedicação e compromisso, pois as tarefas envolvidas são as mais difíceis para a alma humana compreender. A pessoa tem de aceitar que a essência do amor encontra-se dentro dela e evitar a tentação de procurá-lo em outro lugar. Cada ser humano é um instrumento da divindade. O amado com o qual escolhemos compartilhar nossa vida íntima é apenas um reflexo da nossa natureza amorosa. Enquanto procuramos o amor fora de nós, só encontramos decepções e desilusões. O verdadeiro amor requer disciplina, compromisso e paciência. É um caminho de domínio pessoal e devoção que requer compaixão e perdão.

A luz do verdadeiro amor da pessoa por si mesma nunca a abandona. Seja amoroso e generoso com você mesmo e ouse trilhar o caminho do amor incondicional.

Na mitologia grega, Afrodite é a Deusa do Amor. Nascida do mar da criação, ela traz o hino do amor para homens e mulheres. Segundo a narrativa mitológica, os ventos e ondas a levaram a Chipre, a ilha que se tornou seu lar, e quando ela colocou seus pés na terra, surgiram flores por toda a sua volta. Ela atraía, tanto homens quanto deuses ao seu leito de rosas: daí muitas poções e fragâncias serem consideradas “afrodisíacas”.

O amor está tão perto de nós quanto o ar que respiramos; é tão natural quanto o ir e vir das ondas, tão simples quanto os raios do sol acariciando a terra, mas nós, com nossa mente dividida, o transformamos em algo complicado, distante e, em muitos casos inatingível. Na verdade, a ignorância a respeito da verdadeira natureza do amor é a principal causa do sofrimento humano. Portanto sejamos mais atentos e contemplativos em nossa aproximação do amor. Imagine por um instante que o amor tem duas dimensões: a horizontal, confinada e limitada pelo tempo e espaço; e outra cervical, representando o vínculo infinito e eterno com o espírito. É comum o amor humano ficar restrito ao plano horizontal, fomentando o desejo de ser dono, possuir e controlar o “objeto de amor”. Essas estratégias, motivadas pelo medo, estão fadadas ao fracasso.

Afrodite oferece à humanidade o amor do plano vertical. O amor dela não é limitado pelo tempo; ele é eterno e profundamente satisfatório. Ele envolve cada um de nós em todos os instantes de cada dia. Ele habita a caverna do nosso coração e dali expande-se para fora, incondicionalmente, uma vez que a virtude do amor por si própria tenha sido dominada no interior do corpo anímico da pessoa. As qualidades arquetípicas do amor de Afrodite provêm da esfera transcendental na unidade e da liberdade. A união com o amor dela leva à totalidade, uma vez que Ela é como uma ponte que liga os dois pólos opostos do masculino e do feminino no interior de sua luz dourada.

Você é convidado a penetrar nas câmaras douradas da Deusa do Amor. Quando somos tocados por Afrodite, ficamos envoltos numa auréola de êxtase. Deixe que o elixir do amor que Afrodite derrama no seu coração/cálice transborde sensualidade, liberdade, generosidade e amor incondicional para com você mesmo e com os outros. Encontre mais tempo para cuidar do seu corpo, do seu cabelo, de suas roupas e de sua casa. Ouser ser a beleza arrebatadora que vive no seu coração.

Aplicações no Cotidiano:

Afrodite está ligada a tudo o que tem a ver com beleza, amor, cuidado, adoração e sensualidade. Quando encontramos o arquétipo da Deusa do Amor em nosso cotidiano, temos a oportunidade de trabalhar o chakra do coração, o centro de energia sagrada em nosso corpo humano. Quando esse chakra está com energias bloqueadas em consequência de traumas da infância, perda de amor, rejeição ou medo de intimidade, a pessoa tem dificuldade para receber amor.

Uma prática muito eficaz é colocar-se de pé com os braços estendidos para o céu de modo a formar um cálice. Imagine que você está transbordando o elixir do amor divino. Deixe que a luz irradiante de Afrodite inunde o seu coração. É comum a gente esquecer a força qeu tem nosso próprio amor. Ofereça o seu amor ao mundo em todos os seus atos, por menores e mais insignificantes que possam parecer. Você perceberá que as pessoas não conseguem resistir a você, porque o amor que emana de sua conduta tanto cura quanto contagia.

Diariamente, ao fazer a jornada arquetípica de Afrodite, reserve seu tempo para estimular a abertura do seu coração. Acenda uma vela em sua casa para simbolizar a pureza do amor que você deseja compartilhar com o mundo. Sua chama lembrará você o amor que arde no seu interior.

“Encha de tal maneira o meu coração de Amor, que cada lágrima minha se transforme numa estrela” Hazrat Inayat Khan

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

A Espiral Ascendente - Stephen R. Covey

A renovação é o princípio - e o processo - que nos dá a força necessária para nos movermos em uma espiral ascendente de crescimento e mudança, de melhoria contínua.
Para realizar um progresso significativo e consistente ao longo dessa espiral, precisamos levar em conta um outro aspecto da renovação, que se aplica ao dom exclusivamente humano que dirige o movimento ascendente - nossa consciência. Nas palavras de Madame de Stael: "A voz da consciência é tão delicada que é fácil ignorá-la. Mas também é tão clara que se torna impossível iludi-la".

A consciência é o dom que percebe nossa coerência ou desvio dos principios corretos, e nos leva até eles - quando está em forma. Assim como a educação dos musculos e nervos é vital para excelência atlética, a educação da mente vital para o estudioso, a educação da consciência é vital para a pessoa verdadeiramente proativa, altamente eficaz. Treinar e educar a consciência, contudo, exige uma concentração imensa, muita disciplina equilibrada, uma vida honesta e coerente. Exige dedicação regular à literatura de inspiração, pensamentos nobres e, acima de tudo, a vida em harmonia com sua pequena voz.
Assim como a comida inadequada e falta de exercício podem acabar com a condição de um atleta, as coisas obscenas, rudes ou pornográficas podem gerar uma escuridão no íntimo, capz de obscurecer nossa sensibilidade e substituir a consciência natural ou divina do "Que é certo e errado?" pela consciência social do "Serei descoberto?"

Você não pode brincar com o animal dentro de si sem se tornar um animal completo, flertar com a falsidade sem destruir seu direito à verdade, envolver-se com a crueldade sem perder a sensibilidade da mente. Quem quer manter o jardim bonito não guarda um canto para as ervas daninhas.

Como temos a autoconsciência, devemos escolher os propósitos e princípios segundo os quais viveremos. De outro modo, o vácuo será preenchido por outras coisas, perderemos nossa autoconsciência e nos tornaremos animais vis que só vivem para a reprodução e sobrevivência. As pessoas que existem neste nível não estão vivendo, elas "são vividas". Reagem, sem saber nada dos dons únicos que jazem dormentes e obscurecidos dentro de si.

E não existe atalho algum para seu desenvolvimento. A Lei da colheita nos governa. Sempre colhemos o que semeamos - nem mais, nem menos. A Lei da justiça é imutável, e quanto mais vivemos em conformidade com nossos princípios, melhor será nosso julgamento sobre a forma como o mundo opera e mais precisos serão nossos paradigmas - os mapas de nossos territórios.

Acredito que enquanto crescemos e amadurecemos, nesta espiral ascendente, devemos nos aplicar diligentemente no processo da renovação, educando e ouvindo nossa consciência. Uma consciência mais educada nos impelirá para a frente no caminho da liberdade pessoal, segurança, sabedoria e poder.

O movimento ao longo da espiral ascendente exige aprendizado, dedicação e ação em planos cada vez mais elevados. Estaremos enganando a nós mesmos se acharmos que apenas um deles basta. Para continuar progredindo, devemos continuar com o aprendizado, dedicação e ação cada vez mais.

Texto retirado do livro de Stephen Covey - Os Sete Hábito das Pessoas Altamente Eficazes - páginas 366/367

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Disponibilidade para viver.....


Desejo à todos um ano cheio de sabedoria, paz, serenidade e prosperidade.
Muitas pessoas pergutaram o seguinte: o que é viver um ano universal onze - na numerologia.
Minha resposta pessoal é que você tem que estar disponível para viver a vida independente das influências vibratórias e acontecimentos inerentes ao passado e presente.
O número onze quer de você, acredite em você antes de qualquer outro tipo de atitude e sentimento. Acreditando em você - ascionado está a força geradora de vida, a criatividade, seus sonhos e objetividade.
Requer que você tome consciência de sua existência inteiramente, conectando-se com tua essência: alma/coração/mente em equilíbrio.
Esse equilibrio proporciona algo que digo ser sabedoria, que é o resultado da sua inteligência pratica sob suas vivências ou experiência - como quiser chamar e exemplificar.
É o ano do despertar da humanidade para as relações com o oposto, aprendendo a fazer o que é devido por si ; sem esperar que alguém complemente ou auxilie.
Estamos no ano de criar responsabilidade total por nossos atos, pensamentos, sentimentos e direciona-los de uma forma positiva e responsável - deixar de lado as lamúrias e ruminações que impedem de tomar ações efetivas e concretas.
É o momento da humanidade incendiar os maus hábitos, deixar de lado crenças, dogmas negativos, abrir-se para ao que apresenta-se sem resistência - deixando-se levar pela fé em si, no universo, no poder da criação.
O ano pessoal onze, também conecta-se a lenda da fenix que depois de quinhentos anos entra em auto combustão - e ressurge das cinzas para uma nova vida, um novo despertar.
O ano de dois mil e nove é ano de você voltar tua atenção para essência própria e começar a buscar e reativar teu valor humano, resgatar teu amor proprio, ascionar tua inteligência espiritual e viver cada dia com humor, diplomacia, paciência, agindo passo à passo.
As relações humanas estão em evidência agora, seja de país para país, no trabalho, nas famílias e pessoalmente. Ninguém ficará enganado da situação que ativa e vive. É a verdade em ação sempre pelo ano inteiro.
O onze é considerado também uma inteligência sem uso de força bruta, a sabedoria do amor, do calar e observar - agindo suavemente - domando os leões com destreza e requinte.
Nas relações humanas, haverá portanto oportunidades intensas de aprender a relacionar-se decentemente, aprendendo-se a respeitar em primeiro lugar a valorização pessoal e o espaço do outro.
Pessoas que estão em relacionamentos escondidos, situações à tempo vividas "pela porta do fundo" serão escancaradas para todos saberem e serem corrigidas -
Os sentimentos nesse ano universal onze estão em evidência, as pessoas irão prestar à atenção ao sentir, ao relacionar-se - independente da crise financeira - o valor humano está em evidência.
Procure usar sua intuição, inteligência para obter uma mente protetora positiva - que faz você agir com delicadeza, carinho, pacificação, bom humor, descrição e beleza.
Ter disponibilidade para viver é deixar de brigar com a vida, aceitar os fatos e transcende-los de forma coerente, acreditando que a mesma força criadora e geradora do universo está dentro de você fazendo -se libertar-se dos apegos, das crenças absoletas.
O poder de criação e criatividade estão em evidência em cada ser humano este ano de dois mil e nove; para que isso aconteça com você permita-se libertar-se de todos os sentimentos que o aprisionam.
"Eu permito que a força propulsora, criadora e geradora do universo tire de dentro de mim todo sentimento negativo do medo, do apego, da mentira pessoal e eletiva, quero genuinamente encontrar minha essencia criança onde enxerga a bondade, o amor, a graça e a beleza de cada instante. "
Não tenha receio de dizer não a tudo o que derruba teu poder de criação, positivismo e luz. Acredite tudo será redimensionado, não há mais espaço para anulação pessoal - isso significa morte certa. Entre nas mudanças de cabeça erguida, acreditando em você - mesmo que não acredite mais nas pessoas e no sistema - tudo isto está passando por transformação.
Não brigue com a vida, não brigue com as pessoas.
"O silêncio é a arte do guerreiro - e a meditação, sua espada.... com ela, corta a mente em fatias, expondo os pensamentos e revelando sua falta de substância".
Para você aprender a lidar com as mudanças e transformações -como o processo da fenix de ressurgir da fenix - passar pelo processo de começar de novo - de maneira diferente - aprendendo a conhecer você, aprendendo a lidar com a vida de forma sábia e sadia.
Um dos principios de sustentabilidade é conhecer como funciona as leis da natureza que tomam conta do nosso mundo, para o ser humano é o mesmo - falta ao ser humano na verdade uma educação diferente - falta a educação destinada a nutrir o espírito, a força energética, mental e imprescindível para o desenvolvimento das aptidões humanas.
"A dita realização abarca o conhecimento de si mesmo e dos semelhantes; e do mundo mental, metafísico ou transcendente; e o das leis universais, unindo-se a ela o avanço gradual e supremo do homem até as alturas metafísicas que custodiam o Grande Mistério da Criação e do Criador"
- Carlos Bernardo González Pecotche -
Minha dica no mês de janeiro é o estudo de logosofia:
"O conhecimento desperta a consciência individual para a realidade que o substancia, fluindo daquela com aptidões adquiridas toda vez que as circunstâncias o demandem. O exercício habitual das aptidões conscientemente adquiridas as vai aperfeiçoando. Assim é como o uso diário concorre para gravar no ser, com caracteres indeléveis, o emblema arquetípico para espiral, representando pelo método psicodinâmico que a Logosofia institui para os processos vivos e ultracientificos, destinados ao desenvolvimento das qualidade superiores da espécie."
A ciência do afeto e auto conhecimento.

Disponibilidade quanto à vida.

Tal qual cada flor fenece
e toda juventude cede à idade,
floresce cada patamar da vida.
Toda sabedoria e toda virtude
também florescem a seu tempo
e não devem durar eternamente.

O coração precisa estar, em cada patamar da vida,
predisposto à despedida e a novo início
para, na coragem e sem pesar,
entregar-se as novas ligações.
E em todo começo reside uma magia
que nos protege e nos ajuda a viver.
Temos que transpor, dispostos, espaço a espaço,
a nenhum nos apegar como a uma pátria.
O Espírito Universal não nos quer prender e limitar:
quer erguer-nos degrau a degrau, quer nos ampliar.
Mal nos habituamos a um ambiente,
sentindo-o familiar, ameaça a acomodar-nos.
Só quem esteja pronto a partir e viajar
talvez escape do hábito paralisante.
Talvez ainda a hora da morte
nos envie, jovens, a novos espaços;
o apelo da vida a nós jamais há de findar.
Vamos lá, meu coração: despede-te e convalesce.
Hermann Hesse.